fbpx

Artigo publicado no caderno Emprego do Expresso de 21/Maio/2011.

O desemprego é uma situação dramática que tende a ganhar um impacto ainda maior entre os trabalhadores mais velhos que, além da idade, têm de competir com profissionais mais jovens que constituem mão-de-obra mais barata e que possuem, frequentemente maiores qualificações. Mas estar desempregado aos 50 anos não é o fim do mundo. Há pontos que jogam a seu favor na corrida por um novo emprego.

Como resultado das suas longas carreiras, os trabalhadores veteranos possuem alguns trunfos a seu favor que, com a estratégia adequada, poderão facilitar uma rápida reintegração laboral seja por contra de outrém ou por sua própria conta e risco. Investir nas novas tecnologias, marcando presença nas redes sociais que são cada vez mais plataformas de recrutamento, pode ser um primeiro passo para abrir algumas portas. Depois, deve aproveitar as entrevistas ao máximo, procurando demonstrar toda a experiência que possui e evidenciar o facto de aos 50 anos não se ter acomodado ao desemprego e ainda ter muito para dar.

Dicas para um novo emprego

Procurar emprego pode tornar-se uma tarefa ingrata e uma fonte de stress, sobretudo nos tempos que correm. Mas há estratégias que podem encurtar-lhe o caminho para o sucesso e tornar mais eficaz a sua procura por um novo emprego. Mesmo quando já está na fasquia dos 50 anos.

• Relance a sua carreira!
A opção mais segura aos 50 pode ser investir na área onde sempre trabalhou, pela longa experiência e conhecimento prático que tem acumulado e pode levar uma empresa a investir num candidato mais velho em detrimento de um profissional mais jovem. Mas isso não significa que não invista na reciclagem de conhecimentos que já tem. Aposte na formação e reforce os conhecimentos que já detém.

• Atualize o seu currículo

Com uma carreira longa, é importante que consiga fazer passar a melhor mensagem do seu percurso no currículo. Saliente no seu CV as experiências profissionais mais relevantes. O currículo deve ser curto e conciso por isso, dê destaque às experiências com maiores probabilidades de contribuir para que alcance um novo emprego.

• Invista nas novas tecnologias
Não fique fora das redes sociais. Esta é hoje uma ferramenta ímpar de networking que lhe possibilita manter contacto com grande número de pessoas e empresas e pode abrir muitas portas a um novo emprego. São cada vez mais os profissionais recrutados através das redes sociais e a divulgação de novas oportunidades através destas plataformas é cada vez maior.

• A hipótese do regresso à escola
Nunca é tarde para aprender e os 50 são uma idade tão boa como qualquer outra para atualizar conhecimentos ou para adquirir formação noutra área que possa abrir mais portas.

• Crie o seu próprio emprego

Com a experiência e o conhecimento que um candidato de 50 anos tem, criar o seu próprio posto de trabalho pode ser uma excelente alternativa. Se conhece o mercado e a forma como trabalhar, porque não dar o passo em frente?

• Tenha sensibilidade para o marketing
Um bom emprego é disputado por centenas de candidatos.
A forma mais eficaz de os vencer é ter uma apresentação que corresponda ao que a empresa procura. Personalize a sua abordagem. Um currículo em video, por exemplo, pode valer milhões dependendo da função para a qual concorre.